sexta-feira, 4 de julho de 2008

A Majestade do Rock

Argentinos da Doctor Queen encerram em Pelotas turnê nacional em tributo à banda inglesa.

God save the queen! Dios ahorra a la reina! - Deus salve a majestade do rock - é o que diriam os súditos fiéis da soberana de todas as bandas, que do País de Gales expandiu seu reino musical para todo o mundo. Fãs irão reverenciar, amanhã à noite no Theatro Guarany, o fenômeno musical chamado Queen.


Apesar da semelhança, a banda com quem os pelotenses irão cantar em côro clássicos como Radio Ga ga, I want to break free e We are the champions realmente não é a original inglesa e sim a banda cover argentina Doctor Queen, não por isso menos digna de aplausos. Criado no ano 2000, o grupo foi aclamado pela crítica internacional por grandes e memoráveis apresentações e já recebeu elogios até mesmo de Roger Taylor, baterista da Queen "verdadeira". O show em Pelotas encerra a turnê que começou em São Paulo e passou por outras três cidades gaúchas, incluindo Porto Alegre.


Sing it! They will rock you!

Sim, they will rock you - eles irão sacudir você - desde o primeiro momento, quando cantarem a tradicional música de abertura We will rock you, com o acompanhamento das palmas da platéia. Neste show tributo o lado irreverente que o mundo não esperava conhecer vindo de artistas de um país tão habituado à nobre e recatada polidez da côrte é posto em evidência. Talvez porque o vocalista e líder da banda original Freddie Mercury - nome artístico de Farrokh Bulsara - era africano e não inglês.


"Procuramos imitar a essência do Queen em todos os aspectos, para que ao nos assistirem todos pensem que estão vendo o próprio Queen. Fazemos isso com tanta dedicação que chegamos ao ponto de acreditar, durante os shows, que realmente somos o Queen", enfatiza Jorge Busetto que veste ombreiras, manto e coroa para representar seu ídolo nos palcos. Nas horas vagas, o fanático cover rockstar é médico, daí a palavra Doctor no nome da banda.

Criar a ilusão comprada pelo público tem seus desafios: além da dificuldade de reproduzir os megaefeitos inovadores de cenário, som e luz - marcas registradas das apresentações do Queen - há também a necessidade de recriar o perfil de cada personagem. "Somos parecidos com os músicos da formação original da banda, mas para se alcançar o público é preciso mais do que ter uma imagem similar", diz Busetto que tenta registrar a complexa personalidade de Mercury. "Copiar a aparência é fácil, mas o Freddie tinha também muito carisma e uma grande presença de palco", continua ele, que garante que mesmo atuando em uma banda cover é possível manter a autenticidade. "Não perdemos a espontâneidade porque não copiamos um estilo, ele é nosso também e por isso é natural", completa.

Atualmente está em fase de produção o terceiro CD da Doctor Queen, que incluirá oito faixas próprias e ainda uma versão do hino argentino em inglês, ao estilo do tema britânico God save The Queen.


In memoriam

Criada no final da década de 60, a banda Queen é considerada a vanguarda do estilo new wave, transitando entre tendências do rock pesado e ao mesmo tempo dançante. O legado de Freddie Mercury, morto em 1991 vítima de AIDS continua vivo nos palcos. Após um intervalo de mais de uma década, em 2005 os integrantes da formação original da Queen Brian May e Roger Taylor voltaram a se reunir e deram início a uma nova turnê acompanhados de Paul Rogers (ex-vocalista das bandas Free, Bad Company e The Firm). O baixista John Deacon preferiu se aposentar de vez.


Em setembro deste ano a Queen deve lançar o álbum The cosmos rocks, primeiro de músicas inéditas desde Made in Heaven, lançado há treze anos. E em novembro as duas bandas - Queen e Doctor Queen - poderão se encontrar pela primeira vez, e o encontro tem tudo para acontecer no Brasil, durante a turnê mundial da Queen cujo último show deve ocorrer nas areias de Copacabana. "Me encantaria muito cantar pelo menos uma canção neste show. Seria realmente emocionante", finaliza o Freddie Mercury argentino.


Imperdível para amantes do rock

O quê:
Tributo ao Queen com a banda argentina Doctor Queen
Quando: sábado, às 21h
Onde: no Theatro Guarany
Quanto: Antecipados à venda na Studio CD´s ou pelos telefones 3278-4384, 9165-1214 e 8409-3084 (Ema Produções). Os ingressos custam R$ 40,00 para o público em geral e R$ 20,00 para estudantes, professores e idosos (disponíveis apenas até ser esgotada a cota de 30% da bilheteria destinada a estas categorias).


Texto: Bianca Zanella | Fotos: Divulgação | Extraído de: Jornal Diário Popular / Caderno Tudo / Capa | Publicado em: Pelotas, Sexta-feira, 4 de julho de 2008

2 comentários:

Wagner Passos disse...

Putz... e o cara é a lata do Fred Mercury... bem q eles podiam dar uma esticadinha em Rio Grande... ou Rio Grande, dar uma esticadinha até Pelotas.

Bianca Zanella Ribeiro disse...

Diz o produtor do show, Paulo Velasco, que os integrantes da Doctor Queen ficaram tão encantados com a receptividade do público de Pelotas que prometeram voltar. Segundo o vocalista, eles pretendem incluir a cidade novamente na tour de novembro desse ano, que tem no roteiro também espetáculos em SP, PR e SC.